Comunicado Comunicado
Em entrevista ao Diário Atual / A Voz de Chaves, no passado dia 11 de novembro, o Presidente da Câmara Municipal de Chaves, Dr.... Comunicado

Em entrevista ao Diário Atual / A Voz de Chaves, no passado dia 11 de novembro, o Presidente da Câmara Municipal de Chaves, Dr. Nuno Vaz, transmitiu a ideia de que a ACISAT não tinha até esta data apresentado ao Município projetos de dinamização do comércio local a realizar com os cerca de 20 mil euros gerados como resultado positivo da Feira dos Santos de 2019.

Tal ideia não corresponde de forma nenhuma à verdade, não podendo a ACISAT deixar de prestar os esclarecimentos seguintes, em defesa da sua imagem e papel institucional.

Primeiro, o resultado da organização da Feira dos Santos foi apenas de cerca de 12 mil euros, tal como consta do relatório da feira ao qual o sr. Presidente da Câmara teve acesso em junho, fundamentalmente em resultado do acréscimo de despesas com a colocação de stands de exposição em zonas que então se encontravam em obras (Avenida dos Aliados – Jardim do Bacalhau), por não se poderem aí colocar as tradicionais tendas. Tivesse o Município acolhido as sugestões da ACISAT quanto à alteração do percurso da Feira e teríamos hoje mais recursos para destinar à dinamização do comércio local.

Segundo, há vários meses que ao Município foram apresentadas as propostas de iniciativas de dinamização do comércio local. Iniciativas a ser realizadas não apenas com os recursos gerados pela Feira dos Santos de 2019, mas também no quadro de outras plataformas comuns às duas instituições. Propostas que foram já discutidas em reunião entre responsáveis das duas instituições, incluindo o Sr. Presidente da Câmara, e que estão publicamente disponíveis em acisat.pt desde 04 de agosto.

Terceiro, a ACISAT esteve, está e estará sempre disponível para trabalhar com o Município, independentemente das diferentes visões e ideias que as instituições, os seus dirigentes e os seus associados possam ter e no respeito por essas diferenças. É a partir dessas diferenças e do respeito por elas que se constroem comunidades mais plurais, mais fortes e mais competitivas.

 

A Direção da ACISAT